sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Minha casa...




Há muito que frequento aquela pastelaria, todos os dias olho-a com olhos de ver, não vejo uma empregada, vejo uma quarentona linda e sedutora, mesmo vestida de uniforme ou aventais… vejo-a e admiro-a como mulher.
Fiz questão de lhe mostrar isso mesmo. Talvez por isso me provoque sempre que lhe peço um café bem quente, tal como gosto!
-Quente e cheio… para o prazer ser mais intenso, não é?
E não é bom?
-Ainda não bebi…
Porque não quiseste… digo-lhe.
-Logo, fecho às 20h, queres vir cá? OU ESTAS MUITO OCUPADINHO?
Estarei!
Olá! Que linda… Minha nossa! Estou apaixonado.
-Oh tão querido que és mas, não vais ficar aqui a elogiar-me pois não?
Podemos ir para minha casa? Lá sinto-me mais à vontade, tenho tudo à mão e posso encomendar comida japonesa.
Pode ser… mas não consigo perceber onde é que a comida japonesa se encaixa nesta tua tentativa de sedução.
-Atrevido o menino…
Olha quem fala, que me provoca dia sim, dia não. Ora na pastelaria, ora por mail, por sms…
-Meu querido, isto vai mudar tudo, ou talvez não. Mas se fodermos hoje, fodemos e pronto. Ok? Sem saudades, sem vontades, sem obrigações, sem nada…
Achas que irás conseguir aguentar? Ou vais me encher a caixa de mensagens com, desejo-te, vem cá te saciar, és tesudo, etc, etc…
-Aguento sim, e deixa-te de merdas e vem cá. Ah, e estou na minha casa, por isso, as ordens são minhas.
Não gosto de pés, o sexo anal magoa-me e peço-te que não me digas para engolir o quer que seja.
Parece-me que isto se está a tornar... estranho!
-Palavrões são obrigatórios, gemidos altos e se quiseres, há um chicote na gaveta que o podes usar em mim e me deixar bem marcada.
Assim já gosto mais.
-Estava a meter-me contigo, gosto de tudo e quero experimentar tudo, só não há chicote! Vem cá, fode-me porque já não aguento mais um dia a masturbar-me a pensar em ti, quando o que desejo é te ter bem dentro de mim.
Quero sentir o meu corpo a ser tocado, a minha roupa a ser arrancada. Quero que me explores, sintas o meu néctar, o meu cheiro intenso, que me faças gemer, me batas no rabo, me faças sentir perdida de tesão, te apertar e te querer ainda mais dentro de mim…
-Apaga a luz e vem cá, rápido, estou tão húmida.
(…)
Eu ia relatar como tudo aconteceu e como foi, o seu corpo e tudo mais. Mas apaguei a luz e não consegui ver nada para hoje lhes presentear com um belo texto, mas prometo, que para a próxima, será na minha casa e lá haverá luz!

#L611 #BurningW

Sem comentários:

Enviar um comentário