quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

A mulher não presta...



A mulher não presta…

Sim, leste bem.
É mesmo isto que eu queria escrever. É assim mesmo que quero iniciar…
Qual é a tua dúvida?
A mulher não presta…
Só para fazer o comer
Só para passar a ferro
Só para cuidar de ti, dos teus filhos
Só para ser mãe, filha, avó… 
Não presta, só para isso.
A mulher não tem que passar o tempo a cuidar dos seus filhos sem olhar para si mesma.
Não pode, não deve, não devia ser assim.
A mulher não presta, só para te dar prazer.
Não presta só para abrir as pernas…
A mulher é muito mais que isso, muito mais do que tudo aquilo que consegues ou algum dia irás conseguir imaginar.
Talvez tu, que a olhas assim, não prestes… Não prestes para nada.
É difícil para ti ver isso? Ela só presta para o que te convém. Só para aquilo que em tempos, era quase uma obrigação, um dever…
Sabes…
Ela presta, ela merece, ela é única.
Presta para amar, ser amada.
A mulher…
Devia chegar a casa, e aguardar por ti. Ansiosa. Ansiosa por te ver chegar, com um brilho no olhar, com um sorriso rasgado. Com o coração a bater a mil…
Quando ouvisse a chave na porta, sabendo que eras tu… Devia se preparar como se fosse fazer uma corrida.
Um pé à frente do outro… preparar, arrancar… E onde iria ela cair? Nos teus braços, ao teu colo, sorrindo, beijando-te, abraçando-te… E porque? Porque se ela fizesse isso, é porque tu prestas, porque ela presta para tudo aquilo que soubeste valorizar, soubeste ver e soubeste elogiar. Porque soubeste ser tanto homem, quanto ela mulher.
Se ela fica nervosa, se ela quase se sente a sufocar quando estás a chegar… Se preferia que não chegasses tão cedo.
É porque tu, tu a fazes querer que ela não presta… Para nada!
E sabes…
Tomara tu, eu e muitos de nós, prestarmos… Prestarmos um pouco daquilo que elas prestam.
As mulheres, não prestam… Só para o que nos convém…
Prestam para serem admiradas, mimadas e amadas todos os dias, a toda a hora.

É tão bela e tão maravilhosa, que arrepia só de ver, de tocar... e até do cheiro suave que liberta. 

A mulher! Saberás tu o peso que tem esse ser tão sensível, tão forte, tão delicado e tão único?
Tem o peso que carrega, sendo mulher. 

Valoriza-a! E saberás…

#L611 #BurningW

Sem comentários:

Enviar um comentário