quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

I Wish you!




Não posso falar do teu nome, nem do que os meus olhos conseguem ver nas tuas fotos. 
E muito menos do que consigo sentir nas tuas mensagens.
És linda, tal como és! És…
Desejo-te, pronto!
Desejo percorrer-te com um dedo, com uma mão, com as duas…
Desejo saborear os teus lábios, pescoço, seios, barriga…
Desejo-te descobrir por dentro, te explorar. 
Invadir a tua intimidade, com todo o meu prazer.
Pronto. Eu desejo-te assim…
Desejo encostar-te à parede, levantar-te os braços, beijar-te até que nos falte o ar.
Tirar-te a roupa com os dentes, com a mão…um dia à bruta, no outro com ternura.
Saborear-te ao natural, com chantili ou mesmo com frutas.
Sentir-me dentro de ti num movimento lento ou mesmo rápido. 
Contra a parede, amarrada, de costas. Marcando a minha mão no teu rabo, ou puxando os teus cabelos.
Não posso falar de ti mas, não invalida que pense em ti.
De dia, de tarde e mesmo à noite… 
Tento não me excitar, tento não me perder…
Perder em ti.
No chão da cozinha, no quarto, na cama… na sala no sofá, em cima da mesa ou mesmo no chuveiro.
Desarmas-me com as tuas palavras, com o teu sorriso. Com a tua sensualidade…
Desejo-te e pronto.
Agora que sabes que te desejo, deixa-me terminar…
Numa tarde, com os olhos fechados e com os últimos minutos de sol… Estava deitado e sorri. Dei ordem aos meus lábios para sorrirem. Após te desenhar no meu pensamento.
Estavas nua e eu também. Pegaste na minha gravata e colocaste-a ao pescoço, ficando ela entre os teus seios… Com uma mão no meu ombro, fazes-me ajoelhar e colocas um pé no meu ombro.
Dizes-me que queres ser degustada desde os pés até à cabeça...
Cada dedo dos teus pés foram lambidos perante o teu olhar autoritário, subindo pelas pernas, começava a sentir o cheiro da tua intimidade, suave, doce e carente de mim.
Percorri as duas pernas até chegar às virilhas. Nelas perdi a noção do tempo, saboreei a tua vulva, o teu ânus. 
Já esse teu néctar habitava na minha língua, quando me obrigas a subir, até chegar aos teus seios, onde mordi /teus mamilos suavemente.
Beijas-me os lábios para sentires o teu sabor, degustada. Foi assim que te sentiste ao percorrer-te apenas com beijos e língua. Depois de te degustar, e me roubares entre beijos esse teu sabor. Metes a gravata para trás das costas e viras-te. Empinas o rabo e pedes-me que te invada por completo.
Pecamos.
Mas foi um momento de puro prazer.
Sabes, desejo-te e pronto.  

#L611 #BurningW


2 comentários: