segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Por vezes é preciso dizer, BASTA!



Basta!
Basta mesmo…
Deixa-te de coisas, deixa de te enganar, deixa de enganar a outra pessoa, deixa de ser cobarde.
Sim… C O B A R D E!
Qual será a tua desculpa desta vez?
Os filhos? Por favor… eles não vão deixar de te amar!
A família? Só de si o nome já diz tudo, FAMÍLIA! Logo, são e serão sempre a tua família.
O sofrimento causado? Sim… haverá sofrimento, tristeza, dor e muitas lágrimas.
E então?
E então, diz-me? Preferes ser tu a sentir isso tudo por toda essa gente que pinta o quadro da tua vida?
Deixa-me adivinhar! Hoje não é o dia ideal para dares o basta a essa farsa de casamento, de namoro ou de amizade colorida…
Por favor… deixa de ser cobarde.
Não me uses, não abuses de mim. 

Não faças malabarismo com o meu coração, com os meus sentimentos.
Mas tu pensas que és quem para me fazer isso?
Hoje dizes que me amas, que me adoras. Que sou a tua vida… que por mim farias tudo.
O que para ti é esse tudo? 

Tudo aquilo que tens coragem? 
Então digo-te, és tão pouco para o tanto que eu sou.
Tentei desculpar-te, entender-te e até me colocar na tua pele. Mas, depois lembrei-me que já estive desse lado… e não encontro explicação para o que me fazes.
Lembras-te de Romeu e Julieta… Tu o meu Romeu, e eu a tua Julieta. 

Encontros às escondidas… tardes de tanto prazer, paixão e promessas. Tal como nós… 
Agora pergunto-te… o que nos falta para, o “ nós “, dar certo?
Não me irás responder, mas eu respondo por ti.
Deixares de ser COBARDE!
Toda a história de amor tem princípio, meio e fim. A nossa, começou pelo fim!

Deixa-me voar, ou pelo menos voar com as asas que conquistei com a minha liberdade... 
Se tu não queres ou não sabes voar, a culpa é tua mas, deixa-me voar.
Hoje agradeço-te por mais esta experiência de vida.
Agora, quero viver.
VIVER e VOAR! 


#L611 #BurningW 

Sem comentários:

Enviar um comentário