domingo, 27 de novembro de 2016

Jogos de prazer... II




Os jogos continuam...
-Vamos a minha casa, dar continuidade à aposta? Não pode ser só na tua…
Continuidade? Aposta? Não estou a perceber…
-Levas tudo à risca? Ok. Podemos falar do que aconteceu naquelas paredes, ok?
Ah! Assim já te começo a perceber.
-Vais lá?
Vou, claro!
Nove horas em ponto, toco à campainha.
Abres a porta com apenas uma camisa vestida…
Assim vai ser difícil, truque baixo.
-Estás a falar do que? Disto?
E não tens nada por baixo… truque muito baixo.
-Vira à esquerda, primeira porta, despe-te e deita-te na cama. Já lá vou.
Voltas vestida com fantasia de Policia… Isto promete.
-Gostas?
Adoro!
-Vais me resistir ou terei que te algemar?
Isso vale? Não me podes tocar, recordas-te?
-Menino mal comportado, só algemado.
Calma, antes de começarmos… Há continuação do jogo?
-Claro que há, a não ser que desistas já.
Querias!
-Por acaso, não queria.
Colocas o frasco com óleo de jasmim ao lado, vestes as luvas e pegas no bastão…
Molhas a ponta do bastão no óleo quente e percorres os meus mamilos, voltas a molhar e continuas até passar pela barriga, começo a ficar com ele mais teso, sentes isso e enches-me de óleo a cada passagem.
Sinto-me cheio de tesão, quente e com um desejo louco de entrar em ti.
Pousas o bastão, juntas as mãos e agarras bem firme, movimentos lentos, mas bem firmes.
Isso não vale!
-Estou de Luvas… xiu!
Tocas-me nos testículos com uma mão, apertas, massajas…
Vais para cima de mim, viras o rabo para mim, mostras-me como estás húmida, chegas perto para que me excite ainda mais. Quero meter a língua, quero chupar-te toda… Mas não deixas, não consigo estando algemado, continuas com os teus movimentos sensuais em cima de mim enquanto me vais massajando, sinto-me perto de te dar aquilo que desejas.
Baixas-te e agora deixas-te saborear… por apenas uns segundos.
-Foi bom não foi? Pode ser tua...se aceitares desistir.
Senta-te nele, deixa-me vir para ti, quero te ver a gemer comigo dentro.
O jogo terminou…
Sentas-te em cima de mim, metes tudo dentro de ti, gemes, gritas, chamas-me nomes enquanto apertas um peito com a outra tocas-te. Fazes-me saborear os teus dedos húmidos… venho-me ao mesmo tempo que tu, deixas-te estar um pouco e beijas-me, sais, deixas que saia tudo dentro de ti, para cima de mim, saboreias e engoles o que te dei, obra do teu prazer.
-Perdi, não foi?
Sim…
Mas acho que quero dar continuidade a este jogo.
-As chaves das algemas? Não sei onde as meti…
A sério? Mentira...
-Tremeste.



#L611 #BurningW

Sem comentários:

Enviar um comentário